Novidades
Home / Datas Comemorativas / O Outubro Rosa e a conscientização sobre o câncer de mama. Compartilhe essa ideia! Vamos salvar vidas!

O Outubro Rosa e a conscientização sobre o câncer de mama. Compartilhe essa ideia! Vamos salvar vidas!


 

Como surgiu o Outubro Rosa:

O famoso “Outubro Rosa” surgiu nos anos 90, quando o laço cor de rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e dado aos participantes da Corrida pela Cura, em New York. A partir daí a ideia foi propagada para o mundo inteiro e a luta contra o câncer ganhou força e divulgação. Hoje é fácil você ver pela cidade fachadas de empresas com luz rosa e ações que divulgam campanhas de prevenções e as ruas ganharam de forma elegante e significativa essa informação tão importante. A primeira vez que o Brasil participou da ação, foi no dia 02 de Outubro de 2002, quando na comemoração dos 70 anos do encerramento da Revolução Constitucionalista de 1932, o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (o Obelisco do Ibirapuera) ficou com a iluminação rosa. A iniciativa partiu de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do combate aliado a uma empresa de cosméticos. No início causou estranheza até se saber ao certo o que acontecia ali, depois a ação potencializou para diversas partes do país.

Importante saber sobre…

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo e o que mais atinge as mulheres, respondendo a 22% de novos casos a cada ano, segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer. Apesar da grande divulgação, no Brasil as taxas de mortalidades vindas do câncer de mama ainda são altas, em 2012, por exemplo, foram 52.680 casos fatais. O importante é ressaltar que quando diagnosticado no início, as probabilidades de recuperação e cura são altas, por isso a contínua prevenção é a melhor atitude.

Sintomas:
– alterações de pele;
– secreção no mamilo;
– caroço no seio ou axila;
– dor mamária.
– dieta equilibrada;
– prática de exercícios;
– exames periódicos.

Importante:
O autoexame das mamas não garante a verificação do tumor, o correto é a visita ao médico periodicamente, principalmente após os 35 anos, onde a incidência é maior. Outro item para enfatizar é que essas ações não foquem somente o mês de Outubro, é preciso atenção durante o ano todo, o mês existe para criar relevância ao tema e nos alertar ainda mais.

Fonte: Drauzio varella

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *